Participem!

7 de junho de 2010

All I wanted was you 1°CAPITULO


All I wanted
was you


1- Déjavu



Uma sensação estranha percorria o meu corpo, o que era aquilo?
Foi quando me dei conta de que eu estava cega, surda e sem nenhum vestígio de movimento. Que sensação horrível! De repente tudo estava claro novamente. Mas, nesse momento eu preferia estar cega a ver o que ocorria a minha volta, uma batalha, pior do que todas as o
utras que eu já pude presenciar, e isto em uma pequena clareira nos arredores de Forks. Olhando a minha volta, vi todos os meus entes queridos ,a minha família, lutando pela nossa sobrevivência; vi meu pai, Edward Cullen, atacando o pequeno e terrivelmente perigoso Alec, que só assim percebi o motivo daquela sensação estranha, era ele, era ... Alec. Por que eu me sentia tão incapaz? Por que eu nã
o podia ajudá -los? Eu já não era mais uma criança, já tinha até a minha própria carteira de motorista! Sim, eu já tinha 16 anos e tinha... necessidade de lutar, eu sentia o sangue correr em minhas veias humanas, só assim compreendi que eu não era igual a eles, eu era mais... humana.
Mas eu não podia, ou melhor, eu não queria ficar vendo aquela cena e não fazer nada, foi quando vi... o me
u amado Jacob e o seu bando lutando pela minha sobrevivência, eu não deveria deixar que ele se machucasse por mim, afinal, eu o amo! E eu sei que ele também me ama, acima de tudo no mundo.
Estava perdida em meus devaneios quando ouvi um rosnado de agonia, ele parecia ferido, virei-me para olhar e então a surpresa.
- JACOB! NÃO!
Pude ver o sorriso presunçoso de Demetri .

Jacob estava ferido e se eu não fizesse algo, Demetri o mataria.
Em menos de um segundo eu estava correndo, em sua direção, naquele momento eu estava disposta a morrer por ele. Me coloquei na frente de Jacob, virada para Demetri, em posição de ataque e mostrando os dentes.
- Ah, então aí está você! Resolveu proteger o seu bichinho de estimação? - disse Demetri num tom sarcástico.
-
Não me importo com o que diga Demetri, você não vai me distrair ! - eu disse com ferocidade.
- Me desculpe, não foi minha intenção. Por que você quer ficar com um... cão, se você pode ter algo muito melhor?
- Por acaso, está falando de você Demetri? Ah, por favor, não me faça rir, estamos no meio de uma luta!
- Por que não? Convenhamos Renesmee, eu sou bem melhor do que um cachorro fedorento!
- E
u podia até te escolher, mas nós não mandamos no coração, e mesmo se mandássemos, eu nunca me arrependeria de amar Jacob, além do mais, eu jamais me apaixonaria por um monstro!
- Ora Renesmee, todos do seu clã são tão monstros quanto eu! - ele sorriu presunçoso.
- Não, está enganado, aliás, muito enganado. No seu clã há monstros, pois atacam e matam outros seres só para mostrarem ter mais... poder
! - eu praticamente cuspi as palavras.
- Hmmm, se você está dizendo.
- Mas, como é? Não vamos lutar? - eu sorri delicadamente como se nada daquilo estivesse acontecendo.
- Hei, guarde um pouco da diversão para mim!- uma mão quente tocou o meu ombro e logo percebi de quem se tratava, era ele, Jacob, o meu... Jacob.
- Eu quero lutar! - eu disse.
- Como quiser! - ele sorriu, sem dúvidas esse er
a o sorriso que eu mais amava no mundo, o sorriso de Jacob. Jake sempre fazia tudo o que eu desejava.
- Ah, então serão dois contra um? Mas que covardia! - ele riu sarcasticamente - Mas, é melhor assim, terei menos trabalho e ainda pouparei um pouco do meu tempo.
- Não seja tão convencido, você pode se surpreender! -Jake alertou.
E então, a raiva me subiu à cabeça, retirei energia de duas árvo
res que havia atrás de Demetri e a transformei em fogo; o fogo expelia de minhas mãos e eu sorri maliciosamente para Demetri. Ele me olhou com espanto. Jake riu.
- M-mas... o que é isso? - ele perguntou surpreso.
-Eu te disse! - respondeu Jake com um sorriso largo.
Todos na clareira se viraram para me ver, sem que percebessem haviam parado a batalha.
- I-isso é... surpreendente! - disse Aro.

- Sim, é verdade, é mais um dos dons de Renesmee. - respondeu Carlisle.
- MAIS UM? - perguntou Aro, espantado.
- Sim, ela tem três tipos de dons! - respondeu a pequena Alice.
- Como assim três? - perguntou Marcus, abismado.
- Ela pode mostrar o que pensa, que foi o dom que ela lhes mostrou da última vez em que estiveram aqui; - disse Edward, por mim, mais conhecido como pai.
- ... Esse que acabara
m de ver. - continuou Bella, minha mãe.
- ... E um misto de quase todos os poderes e habilidades dos familiares. - terminou Rosalie.
- Surpreendente! -disse Caius.
- Mas como assim? Pararemos a luta... por causa disto? - eu disse enlouquecida.
- Sim, minha querida. Você é valiosa demais para ser destruída. - respondeu Aro.
Enquanto Aro se virava para dar ordem de evacuação aos seus guardas,
eu fui atrás dele, já soltando fogo pelas mãos – geralmente esse poder só surgia quando eu estava com raiva, frustrada ou... quando eu me surpreendo, não é uma coisa que eu possa controlar!
-NÃO, NESSIE! - Jasper me segurou.
-NÃO JASPER!VAI PRECISAR MAIS DO QUE ISSO PARA ME IMPEDIR! ELE NÃO PODE VIR AQUI COM O PROPÓSITO DE ME DESTRUIR E DE REPENTE MUDAR DE IDÉIA! SE ELE ESTÁ AQUI, ELE É OBRIGADO
À LUTAR! - eu estava gritando.
Todos vieram me segurar, inclusive Jake, se eu não os amasse tanto, eu os atacaria!
Eu queria lutar!Por que eles não queriam? Eu não conseguia entender. Não é justo! Eu fui ameaçada.
- Você é bem esquentadinha para uma meia-vampira! - zombou Demetri.
- Quer uma amostra grátis? - insinuei para Demetri – idiota!
- Calma. Calma! -disse Esme. Ela era sempre cal
ma demais para o meu gosto.
- Se eles não querem mais lutar, então não lutaremos!Está decidido Renesmee! Você não tem escolha alguma! - explicou meu pai, sempre protetor demais.
- Nos vemos por aí Renesmee, querida. E eu espero que seja logo... - comentou Aro.
- Mas que... cara-de-pau – sussurrei.
Aro pareceu ter ouvido e deu um meio - sorriso.
Jake me reconfortou em seus braços, como sempre q
uentes, olhei em seus olhos negros e eles me acalmavam como se estivessem dizend “ Vai ficar tudo bem
agora! “.

8 comentários:

  1. nossa super legal vai ter continuação??

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. amei tbm ! se é pra xingar sai do anônimo krl!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. camila aqui: essa é a sua opinião! e como todos sabem... cada um tem a sua!
    Não gostou do começo da fic? o problema é seu!
    taa fazendo o que aqui ainda? vaza daqui!
    as pessoas não são obrigadas a aguentar o teu mau-humor! :@
    aah, e só pra vc saber... eu não pedi pra nenhum amigo comentar e nem ler, ok ?! e mesmo se tivesse pedido, não é seria da tua conta o gosto deles! :@

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. DONA DO BLOG:se é pra falar mal nem visita e se tem coragem sai do anonimo

    ResponderExcluir